Como se tornar um conector (e isso não tem nada a ver com o LinkedIn)

Graças às mídias sociais, conhecer pessoas novas e renovar contatos antigos nunca foi tão fácil.

Mas, com que frequência você levou seus contatos on-line para o mundo real para construir relacionamentos mutuamente benéficos que duram?

Eu chamo a isso ser um bom conector. É uma habilidade que você deve aprender, porque o networking, como você o conhece, está morto.

Nós conectores sabemos que você não pode “curtir” e “compartilhar” suas ações na vida real… Na verdade, você ganha isso criando confiança e conversando com as pessoas, tomando ações que nos levam a interações valiosas com as pessoas certas, pessoas estas que você poderá ajudar e quem naturalmente vai querer ajudá-lo.

Mas então, como fazemos isso?

1. Conheça a si mesmo.

Você é um extrovertido que se sente energizado em eventos grandes e lotados, ou um introvertido que é emocionalmente drenado em grandes grupos? Você pode pensar que os extrovertidos são conectores naturais, mas vamos pensar melhor: os extrovertidos podem sugar o ar de uma sala dominando todas as conversas. Os introvertidos podem ficar para trás, ouvindo, mas raramente contribuindo. Ambos os tipos de personalidade devem jogar com seus pontos fortes e aprender uns com os outros.

Por exemplo, enquanto eu sou um extrovertido clássico, tenho diversos amigos que são muito mais introvertidos. Extrovertidos como eu precisam aprender a conduzir conversas sem tomar posse. Introvertidos como eles são, com frequência, conectores mais eficazes quando operam em suas zonas de conforto – pequenos grupos e relacionamentos um-a-um.

2. Descobrir que tipo de conector você é.

Há três tipos de conectores: pensadores, facilitadores e executores. Pensadores são geradores de idéias rápidas; os facilitadores unem as pessoas para compartilhar ideias e prosperar na introdução de pessoas; os executores pegam as ideias de outras pessoas e as transformam em ação.

Saiba que tipo de conector você é, assim você pode estar ciente dos pontos fortes e fracos e preencher as lacunas de acordo. Se você é um pensador, por exemplo, um executor ajudará você a tornar suas grandes ideias realidade. Não consegue encontrar um executor? Um facilitador provavelmente pode fazer uma introdução.

3. Escolha sua área.

Todas as cidades, todas as empresas e todos os setores são tão grandes ou pequenos quanto você queira. Você pode se sentir confortável navegando em uma grande área como São Paulo ou Rio de Janeiro, mas você pode se beneficiar ao tornar aquela grande área menor. Isso poderia significar unir-se a um grupo local para mulheres na área de tecnologia, conectar-se com outros freelancers através de um espaço de trabalho colaborativo ou alcançar empreendedores com históricos culturais específicos. E se não houver um grupo existente que ressoa com você? Comece um. Pode ser um simples grupo on-line ou off-line onde pessoas com afinidades se reúnem, ou um empreendimento mais ambicioso, como o nosso próprio ENGAGE for Business, fundado pela para conectar profissionais sêniores de todas as áreas do conhecimento e cidades do país.

4. Aperfeiçoe a arte de fazer perguntas.

Já teve uma conversa e depois foi embora percebendo que seu companheiro não fez uma única pergunta? Não seja essa pessoa. Tanto os introvertidos quanto os extrovertidos devem aprender como fazer os tipos de perguntas que provocam respostas que, por sua vez, levam a mais perguntas. Antes que você perceba, você descascou as camadas da cebola para revelar o que é mais importante.

Por exemplo, em vez de “o que você faz?” você pode perguntar: “o que você mais gosta no seu trabalho?” ou “no que você está trabalhando que mais te excita?”

Procure sempre conhecer a pessoa a fundo. Se você não é uma pessoa naturalmente curiosa, treine-se para ser mais inquisitivo.

5. Seja habitualmente generoso.

Há um subproduto feliz que vem de conversas profundas: elas geralmente revelam necessidades que as pessoas não explicitarão. E quando você sabe o que as pessoas precisam, você pode ser mais propenso a ajudá-las. Você pode ser capaz de apresentá-los a um possível investidor, conectá-los a outros empreendedores em setores semelhantes ou ajudá-los a encontrar um novo emprego.

Os conectores estão sempre procurando maneiras de ajudar os outros, e não porque esperam reciprocidade. De fato, ser visto como um jogador transacional é o beijo da morte para qualquer conector aspirante. Você pode nunca obter ajuda das pessoas que você ajuda, e você deve estar bem com isso. Muito mais importante é estabelecer-se como alguém com uma abundância de capital social. É uma maneira sutil de mostrar aos outros que saber que você fornece valor. E isso vai voltar para você, dez vezes. Pode ter certeza….

Quer saber mais? Fale comigo no privado ou acesse a página da plataforma de intermediação de negócios ENGAGE for Business para entender um pouco mais esta revolução que estou fazendo em: http://www.engageforbusiness.com.br

Raphael Saddy é um conector de negócios e pessoas com mais de 18 anos de experiência nas indústrias de Petróleo e Gás, Energia Renovável, Telecomunicações, Automobilística e de Consultoria Financeira. Idealizador e administrador da plataforma de negócios ENGAGE for Business, que possui quase 500 profissionais sêniores de diversas áreas do conhecimento e cidades. Tendo trabalhado em grandes empresas multinacionais como General Electric, Shell, Nokia e Audi, é formado em Engenharia Mecânica por duas universidades, no Brasil (UFF) e Alemanha (Uni Stuttgart). Possui MBA – Mestrado em Administração de Empresas em Finanças pelo Ibmec-RJ e é especialista em Estratégias Avançadas de Avaliação de Negócios por Opções Reais da PUC-Rio e Fusões e Aquisições da Insper-SP.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s