Os tempos e os ventos

Veneza é marco na história geoeconômica do “velho mundo”, fim de uma época abrindo passagem aos novos tempos do “novo mundo” Américas e o caminho das Indias. O tempo tem valores diferentes quanto à posição geográfica, tanto subjetivos como concretos…

Por exemplo, uma secretária executiva ganha €9.000 mensais em Genebra, e a metade em outros lugares da Suiça e do mundo (em geral), um advogado ganha €600 por hora (ou mais) em Genebra e a metade em outros lugares da Suiça e do planeta. Salário mínimo nos EUA US$7/por hora, Suiça €20p/h. Alguém almoçando com Picasso pediu ao artista o desenho de uma cabra, o que o artista fez sobre um guardanapo em 2 minutos, e em seguida cobrou US$ 10.000 (não lembro a cifra !) e ouviu « tudo isso ? você levou 2 minutos ! » Picasso respondeu « 2 minutos não, 45 anos ! ». Quanto ganha um ilustrador (artístico e científico) de botânica por hora ? nem é possível aplicar a fórmula, (o Instituto Botânico do RJ conta com grandes mestres talvez os melhores no mundo do nosso tempo). Algum tempo atrás, a imprensa suiça noticiou transformação na política de esquerda, com base na importância (porcentual) de faixa de operários ganhando Chf 9.000 mensais.

Penso que as medidas de economia, tais como idéias e estratégias (mais procuradas em todos os tempos) agem na crença de que a economia de meios, vai « baratear » custos resultando em produtos mais econômicos… Aí aparece um vento inesperado complicando o cálculo « econômico » quando o consumidor (nem pede), exige, qualidade …e como encontrar esse componente a baixo custo ? buscando especialistas, que custam (cada vez) mais caro, porque o consumidor busca sempre mais qualidade… na indústria da tecnologia da informação terceirizada, artistas autônomos são solicitados na criação de elementos chaves, que em seguida serão desenvolvidos pelo quadro de grafistas, porque criar (com qualidade) é matéria prima ainda rara (e cara), pede tempo de « gestação » além de cultura em larga escala, um « ativo » menor na maioria de jovens profissionais ocupados em se especializar (!) e em construir a cultura dos seus tempos, os novos ventos de setorização da especialização (muitas vezes) limitando a visão sistêmica …a transmissão (de conteúdo) cultural pede tempo p’ra « transportar o saber dos velhos aos novos tempos, na linguagem de novos ventos ». Reflexões, base do processo criativo pede tempo no quotidiano inflexível, e boas idéias surgem nos momentos mais imprevisíveis, decerto quando o ego exausto, dorme, permitindo a alma cantar…

 

Katia de Carvalho Krebs é membro do Grupo ENGAGE e artista plástica, jornalista, tradutora, ex-contratado em meio ong e empresarial em São Paulo, Zurique, Genebra, Vaud e Neuchâtel.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s