Change Management ou Gestão do Processo de Mudança, qual sua experiência e resultados alcançados?

Durante minha carreira, implementei vários projetos de melhoria utilizando metodologias como Lean Manufacturing e Teoria das Restrições. Para meu aprendizado rapidamente notei que, ao contrário do que eu pensava, ter profundo conhecimento técnico nas metodologias e ferramentas não era suficiente para garantir sucesso no projeto. Muito pelo contrário, na prática o que realmente fará um projeto de melhoria obter êxito e alcançar os resultados esperados é a correta execução do processo de Change Management ou Gestão do Processo de Mudança.
Primeiramente a Visão da organização tem que estar bem definida e clara, e consequentemente a direção para qual este projeto irá levar a organização tem que estar 100% alinhada a Visão da organização. Este alinhamento vai criar o senso de urgência na equipe para que a mudança ocorra.
Uma vez assegurado o alinhamento entre a Visão da organização e o projeto a ser executado, é o momento de envolver a alta direção com o intuito de garantir o compromisso ao processo de mudança e total apoio ao projeto. Esta etapa do processo é uma etapa bem sensível, principalmente porque durante um projeto de melhoria contínua, onde os processos e responsabilidades dos colaboradores serão revisados, você pode encontrar uma situação onde alguns líderes da companhia ganharão mais responsabilidades e “poder”, enquanto outros perderão “poder” devido à redução do escopo de responsabilidade de sua função, por exemplo. O medo e receio de perder espaço na organização pode criar um grande resistente à mudança na alta direção e quaisquer sinais de tal comportamento deve ser endereçado assertivamente pelo líder do projeto.
Criar uma situação “ganha-ganha” é algo mandatório em todo projeto. Realizar um projeto visando somente benefícios para a alta direção da organização, porém com impactos negativos para os operadores de chão de fábrica é o tipo de projeto que não deve seguir adiante. Um exemplo deste tipo de projeto é o projeto onde você alcança melhorias de produtividade significativas na fábrica através de redução de desperdícios no processo de fabricação e logo após finalizado o projeto você toma a decisão de despedir uma grande quantidade de funcionários que “não são mais necessários”. Todos na organização tem que se beneficiar dos resultados do projeto, e ter este compromisso desde o lançamento do projeto irá garantir um maior envolvimento e comprometimento de todos empregados.
Comunicação clara para toda a organização e política de comunicação de duas vias são muito importante para o sucesso destes projetos. É necessário ter habilidades de comunicação concisa e clara a cada etapa do projeto, desde as fases iniciais de identificação de causas raízes dos problemas, definição do plano de ações, treinamento dos funcionários, até a implementação das novas rotinas e processos. Quanto mais você abrir o canal de comunicação com a organização e esclarecer eventuais dúvidas ou preocupações com o projeto, maior será a chance de sucesso nos resultados do projeto.
Ao montar a equipe multi-funcional que irá executar o projeto, você deve ser criterioso na seleção dos recursos. O critério principal deve ser pessoas com alto poder de persuasão e influência com relação a seus colegas de trabalho, ou seja, estes são os agentes de mudança que podem influenciar seus colegas a seguir uma nova forma de trabalho.
Tomada todas as ações descritas acima, outra ação importante para garantir que o projeto obtenha êxito é o envolvimento dos funcionários, na realidade quanto mais funcionários forem envolvidos no processo de mudança, maiores serão as chances de sucesso. Especialmente na fase de validação das causas raízes e treinamento na metodologia utilizada no projeto.
Após vivenciar vários projetos durante minha carreira e seguindo os passos descritos acima, obtive uma alta taxa de sucesso durante a implementação e sustentabilidade dos novos processos implementados após a “passagem do bastão” para o time operacional local.
E você, qual sua experiência em gestão de processo de mudança na sua organização? Você passou por experiências similares às descritas neste post? Utilizou outras ferramentas e abordagens ao tema com sucesso? Compartilhe conosco suas experiências e aprendizados!

 

Ricardo Arima é membro do Grupo ENGAGE e formado em Engenharia de Produção Mecânica pela FEI – Faculdade de Engenharia Industrial em São Bernardo do Campo, e certificado em Lean Six Sigma Black Belt pela Seta Desenvolvimento Gerencial em São Paulo, com mais de 15 anos de experiência em empresas multinacionais de grande porte como ABB e GE Oil Gas. Experiência internacional durante 10 anos em países como Suécia, Finlândia e Estados Unidos, atuando em funções de liderança Global em Gestão da Qualidade, Melhoria Contínua e Lean Manufacturing com excelente habilidades em Liderança e Gestão de Processos de Mudança, incluindo liderança de times globais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s